7 de novembro de 2010


quebro as regras , beijo lentamente , rio descontroladamente , deixo fluir , fragilizo o mais forte , choro alegremente , sorrio tristemente , tenho uma calma agitada , complico o que é fácil , canto ao surdo , pergunto ao mudo , e aprecio a mais linda paisagem com um cego , eu grito no meio da rua , roubo a mais bela das flores para a seguir a atirar para o chão em esquecimento , não sou socialmente correcta nem mentalmente evoluída ,  ouço aquela música que 'já passou de moda' , faço o impensável , sobrevivo de alegrias pois nunca sofri , demonstro o meu carinho por ti brutalmente ,  tenho um humor refinado e sarcástico que pouco entendem , sonho um dia poder sonhar e dizer que chorei por amor , eu escrevo, canto, danço, pinto e represento não porque o faço bem mas sim porque quero , não espero elogios mas sim palavras verdareiras  (...) .
eu sou diferente !

5 comentários: